Quarta-feira, 1 de Agosto de 2007

Protopoema

Do novelo emaranhado da memória, da escuridão dos

nós cegos, puxo um fio que me aparece solto.
Devagar o liberto, de medo que se desfaça entre os dedos.
É um fio longo, verde e azul, com cheiro de limos,

e tem a macieza quente do lodo vivo.
É um rio.
Corre-me nas mãos, agora molhadas.
Toda a água me passa entre as palmas abertas, e de

repente não sei se as águas nascem de mim, ou para mim fluem.
Continuo a puxar, não já memória apenas, mas o

próprio corpo do rio.
Sobre a minha pele navegam barcos, e sou também os

barcos e o céu que os cobre e os altos choupos que

vagarosamente deslizam sobre a película luminosa dos olhos.
Nadam-me peixes no sangue e oscilam entre duas

águas como os apelos imprecisos da memória.
Sinto a força dos braços e a vara que os prolonga.
Ao fundo do rio e de mim, desce como um lento e

firme pulsar do coração.
Agora o céu está mais perto e mudou de cor.
É todo ele verde e sonoro porque de ramo em ramo

acorda o canto das aves.
E quando num largo espaço o barco se detém, o meu

corpo despido brilha debaixo do sol, entre o

esplendor maior que acende a superfície das águas.
Aí se fundem numa só verdade as lembranças confusas

da memória e o vulto subitamente anunciado do futuro.
Uma ave sem nome desce donde não sei e vai pousar

calada sobre a proa rigorosa do barco.
Imóvel, espero que toda a água se banhe de azul e que

as aves digam nos ramos por que são altos os

choupos e rumorosas as suas folhas.
Então, corpo de barco e de rio na dimensão do homem,

sigo adiante para o fulvo remanso que as espadas

verticais circundam.
Aí, três palmos enterrarei a minha vara até à pedra viva.
Haverá o grande silêncio primordial quando as mãos se

juntarem às mãos.
Depois saberei tudo.

JS

busca por temas:
publicado por Primos Online às 08:00
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.posts recentes

. porque ele é bom

. Por favor não use este bl...

. Protopoema

. O Baptizado da Maria

. Descubra se for capaz

. Mergulhando nas raízes

. Postal de Boas Festas

. A Travessia da Serra

. Chi vó, non pó

. Nasceu a Maria !!!

.busca por temas

. caixa de pandora

. canções

. cantinho dos caganitos

. cidade do porto

. conversas de primos

. crónicas de família

. crónicas do luxemburgo

. descubra se for capaz

. diversos

. esboços

. música

. poemas

. posts diversos

. todas as tags

.links

.Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
27
28
29

30
31


.arquivos

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.links

.Search

Loading

.O Sapo Cantor

Dedicado a todos os caganitos
Liga o som, clica aqui e segue as instruções

.Horas


.Música (Radio via Internet)


Música Clássica
I - www.infiniteclassical.com
II - sky.fm 24 aac+
III - inspiration-fm 24 aac+
IV - radio laser classical
V - mpegradio.com

Música de relax
I - ambient musiv4free.org
II - radio mystical

Música do mundo
sky.fm 24 aac+

Música Ambiente
homihomi.com

Rock anos 60/70/80
www.netclassix.com

Instruções
1. Verfique se tem a sua aparelhagem de som ligada.
2. Clique na música do seu agrado e aguarde uns segundos 3. Caso a música não arranque, clique em Instalar Winamp e siga as instruções. Nota: Esta instalação necessita de ser feita uma única vez

.Música (Leitor Audio)


Se gosta da música, compre os discos

.Páginas visitadas


blogs SAPO

.subscrever feeds