Quinta-feira, 27 de Abril de 2006

Crónicas do Luxemburgo IV

 
O diabo visita Lagares
 
  
Há mais de setenta anos, Lagares era uma terra povoada de gente (pouca), de feras (algumas) e de espíritos (bons e maus).
Numa noite de verão, regressavam das fainas agrícolas dois jornaleiros do "Serrão".
Um, tocava viola; ambos, cantavam ao desafio.
Uns passos à frente, seguia, pachorrentamente, um perdigueiro, cansado das fadigas do dia, atento aos donos e pronto para saltar à primeira ave nocturna.
Bordejavam o ribeiro quando, subitamente, ouviram um ruído tremendo de águas que se debatiam e entrechocavam.
Não tiveram tempo para reagir.
De imediato, emergia do ribeiro um monstro com mais de dois metros de altura.
Uma silhueta escura e peluda contrastava com os raios de luar.
O vulto ("bruto", na expressão popular) erguia-se nas patas traseiras, roncava e rodopiava, exibindo os dentes ameaçadores.
À vista horripilante da criatura, o perdigueiro desarvorou, com ganidos de arrepiar.
Os dois homens ficaram simplesmente especados.
Mas os sintomas não os enganavam. Enquanto os cabelos se lhes eriçavam, as cordas da viola rebentavam uma a uma e as socas soltavam-se-lhes dos pés.
Foi o tempo de apanharem as socas e de fugirem, descalços e desaustinados.
Um dos homens teve ainda sangue frio para puxar o terço do bolso e rezar, esperançoso em que o demo se atemorizasse com os bentos sinais.

Chegaram a casa com a rapidez de um raio e narraram o acontecimento, suplicando aos presentes que se juntassem às suas preces para esconjurar o maligno.
Só no dia seguinte, o patrão, homem temente a Deus mas capaz de racionalizar as coisas do mundo, convocou os jornaleiros.

Ouviu ponderadamente os pormenores e ordenou-lhes que o levassem ao sítio da aparição.
As provas estavam lá:
Peugadas enormes de bicho nunca visto. Se eram ou não do diabo, era coisa a verificar, pois a tradição retratava o "tentador" com focinho mefistofélico mas patas escanzeladas.
Decidiu o patrão consultar o sábio da aldeia, o Professor da Lapa.
Este professor, homem de grande prudência e sabedoria, que tantas vezes tinha desfeito maus presságios, veio ao local, desenhou as impressões “patais” e, já em casa, confrontou o esquisso com um atlas que possuía.
Não foi necessário muito tempo para concluir que o intruso era um urso.
À primeira, as pessoas do lugar não acreditaram. Viam na explicação "científica" uma forma de tranquilizar o povo e de exorcizar a ameaça que pairava sobre uma aldeia possuída pelo "porco sujo".
Só uma semana mais tarde, aquelas almas se aquietaram.
O "Serrão" era, naquele tempo, a única casa que assinava e lia "O Comércio do Porto".
Ora, no jornal daquele dia, ofereciam-se alvíssaras a quem informasse sobre o paradeiro do grande urso preto que tinha fugido do circo acampado no Porto, em pleno Campo 24 de Agosto, animal já avistado em diferentes lugares.
       
Tio Zé
 
busca por temas:
publicado por Guri Guri às 00:15
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De Tio Fernando a 27 de Abril de 2006 às 15:45
Caro Zé,

Cá está mais uma crónica que retrata bem o que era a nossa terra quando os 30 Km que a separam do Porto eram um dia de viagem ou em que muito dos seus habitantes nunca tinham visto o mar...
Fizeste-me recordar uma história que tinha ouvido contar mas que, sinceramente, já não me lembrava.
Esta crónica além de engraçada, é de grande pedagogia social.
O Blog está, passo a passo, a deixar um rasto muito interessante que, certamente, se iria perder.
Como sempre, és um contador de histórias de primeira.
Tio Fernando

congelado

De Tia Guida a 27 de Abril de 2006 às 20:26
Querido Zé
Muito obrigada por mais uma crónica com que nos presenteias e emriqueces este Blog familiar.
Realmente o fantasma era grande demais para ser demónio. Se assim fosse todos fugíamos dele, e isso não acontece...
Achei engraçado o facto de o urso ter ido do Campo 24 de Agosto para Lagares, concerteza por caminhos que hoje não existem. Nunca pensei que tal pudesse acontecer. E assim se vão criando fantasmas na cabeça das pessoas, se não há um jornal para pôr os pontos nos "iiiiiii"
Um beijo amigo da
Guida

congelado | discussão

De Tia Guida a 27 de Abril de 2006 às 22:18
Querido Zé
A diferença de enriquecer com "M" é que enriqueces mais...é mais gordinho...

Desculpa o lapso...não dá para emendar..

Beijos Guida


De Paula a 27 de Abril de 2006 às 23:56
Olá Tio Zé,

Obrigada por mais uma crónica que veio, mais uma vez, abrilhantar o nosso blog!



De Tio Mário a 28 de Abril de 2006 às 00:36
As crónicas do Luxemburgo não abrilhantam o blog.

São a sua luz.

Não esmoreçam por isso as estrelas de 5ª ou 6ª grandeza nessa arte difícil de nos fazer sonhar.

Haverá sempre quem se enterneça com o seu brilhozinho, ainda que ténue e pálido e lhes diga: és minha, porque gosto de ti.


Comentar post

.pesquisar

 

.posts recentes

. porque ele é bom

. Por favor não use este bl...

. Protopoema

. O Baptizado da Maria

. Descubra se for capaz

. Mergulhando nas raízes

. Postal de Boas Festas

. A Travessia da Serra

. Chi vó, non pó

. Nasceu a Maria !!!

.busca por temas

. caixa de pandora

. canções

. cantinho dos caganitos

. cidade do porto

. conversas de primos

. crónicas de família

. crónicas do luxemburgo

. descubra se for capaz

. diversos

. esboços

. música

. poemas

. posts diversos

. todas as tags

.links

.Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
27
28
29

30
31


.arquivos

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.links

.Search

Loading

.O Sapo Cantor

Dedicado a todos os caganitos
Liga o som, clica aqui e segue as instruções

.Horas


.Música (Radio via Internet)


Música Clássica
I - www.infiniteclassical.com
II - sky.fm 24 aac+
III - inspiration-fm 24 aac+
IV - radio laser classical
V - mpegradio.com

Música de relax
I - ambient musiv4free.org
II - radio mystical

Música do mundo
sky.fm 24 aac+

Música Ambiente
homihomi.com

Rock anos 60/70/80
www.netclassix.com

Instruções
1. Verfique se tem a sua aparelhagem de som ligada.
2. Clique na música do seu agrado e aguarde uns segundos 3. Caso a música não arranque, clique em Instalar Winamp e siga as instruções. Nota: Esta instalação necessita de ser feita uma única vez

.Música (Leitor Audio)


Se gosta da música, compre os discos

.Páginas visitadas


blogs SAPO

.subscrever feeds