Quinta-feira, 8 de Junho de 2006

Qué cantan los poetas andaluces de ahora?

¿Qué cantan los poetas andaluces de ahora?
¿qué miran los poetas andaluces de ahora?
¿qué sienten los poetas andaluces de ahora?

Cantan con voz de hombre
pero, ¿dónde los hombres?
Con ojos de hombre miran
pero, ¿dónde los hombres?
Con pecho de hombre sienten
pero, ¿dónde los hombres?

Cantan, y cuando cantan parece que están solos
Miran, y cuando miran parece que están solos
Sienten, y cuando sienten parece que están solos

¿Qué cantan los poetas, poetas andaluces de ahora?
¿Qué miran los poetas, poetas andaluces de ahora?
¿Qué sienten los poetas, poetas andaluces de ahora?

Y cuando cantan, parece que están solos
Y cuando miran , parece que están solos
Y cuando sienten, parece que están solos

Y cuando cantan, parece que están solos
Y cuando miran , parece que están solos
Y cuando sienten, parece que están solos

Pero, ¿dónde los hombres?

¿Es que ya Andalucía se ha quedado sin nadie?
¿Es que acaso en los montes andaluces no hay nadie?
¿que en los campos y mares andaluces no hay nadie?

¿No habrá ya quien responda a la voz del poeta,
quien mire al corazón sin muro del poeta?
Tantas cosas han muerto, que no hay más que el poeta

Cantad alto, oiréis que oyen otros oídos
Mirad alto, veréis que miran otros ojos
Latid alto, sabréis que palpita otra sangre

No es más hondo el poeta en su oscuro subsuelo encerrado
Su canto asciende a más profundo, cuando abierto en el aire
ya es de todos los hombres

Y ya tu canto es de todos los hombres
Y ya tu canto es de todos los hombres

Y ya tu canto es de todos los hombres
Y ya tu canto es de todos los hombres (bis)
 
Poetas andaluces, Aguaviva (1971)

 

música: Poetas andaluces, Aguaviva
busca por temas:
publicado por Guri Guri às 02:00
link do post | comentar | favorito
|
9 comentários:
De Tio Mário a 8 de Junho de 2006 às 02:19
"Cantad alto, oiréis que oyen otros oídos
Mirad alto, veréis que miran otros ojos
Latid alto, sabréis que palpita otra sangre"


congelado

De Anónimo a 8 de Junho de 2006 às 10:35
Não percebo o blog. Comecei a escrever e o texto apareceu directamente em letras gordas.
Enfim...
Estava a dizer que sempre gostei deste poema e que o vi cantado por Paxi Andion.
OP bolg desempenha agora o papel acrescido de me fornecer música ambiente.
Obrigado, Tio Mário.
Tio Zé

congelado | discussão

De Tio Mário a 8 de Junho de 2006 às 15:35
Estamos todos a ficar mais gordos! Nada que um teclado não resolva. E ando eu a fazer dietas paea quê?


De Tio Mário a 8 de Junho de 2006 às 15:36
Como vês, Gui, o parolo do teu tio continua a não saber utilizar o botão de correcção ortográfica. "...dietas para quê?"


De Tio Mário a 8 de Junho de 2006 às 15:46
O Patxi Andion foi também um dos meus " compagnons de route". Que me lembre, nunca o ouvi interpretar Poetas Andaluces. Mas sabe-se lá...

Saia um Patxi para a mesa do canto...


De Nuno a 8 de Junho de 2006 às 11:55
Parabéns Tio Mário: grande música que me traz recordações de infância porque o meu pai punha esta música no velhinho Citroen GS, num leitor de cassetes que comprou numa viagem de trabalho à Holanda, normalmente nas viagens até Lagares...

Na 2.ª feira o marido de uma amiga da Marta apareceu lá em casa. Tinha um Porsche 991 Carrera 4S descapotável (preço: 25 mil contos...) e insistiu para eu o conduzir. Cheguei a uma conclusão que já hà muito suspeitava. Acho que tudo tem a ver com a teoria da relatividade de Einstein: na vida ter dinheiro é relativo...é mais importante ouvir músicas como esta do que conduzir um Porsche.
Aquilo não me faz mais feliz.
Ouvir isto sim...
Beijos e abraços
Nuno

congelado | discussão

De Tio Mário a 8 de Junho de 2006 às 15:19
Afinal a minha vida não é tão má assim. Se até já fiz uma pessoa feliz!

Embrulha lá o Einstein e vem daí dar uma volta comigo no Porsche Carrera. 25 mil contos é muita cilindrada. Sempre a tua tendência para as mecãnicas.


De Nuno a 8 de Junho de 2006 às 16:07
A verdade é que tudo é relativo. O momento foi relativamente feliz mas esta música é muito mais feliz do que aquele momento. Pensando bem, se calhar o ideal era dar uma volta contigo no Porsche ao som desta música...


De Tio Mário a 8 de Junho de 2006 às 16:46
Porque gosto de ti, vou aceitar o convite.


Comentar post

.pesquisar

 

.posts recentes

. porque ele é bom

. Por favor não use este bl...

. Protopoema

. O Baptizado da Maria

. Descubra se for capaz

. Mergulhando nas raízes

. Postal de Boas Festas

. A Travessia da Serra

. Chi vó, non pó

. Nasceu a Maria !!!

.busca por temas

. caixa de pandora

. canções

. cantinho dos caganitos

. cidade do porto

. conversas de primos

. crónicas de família

. crónicas do luxemburgo

. descubra se for capaz

. diversos

. esboços

. música

. poemas

. posts diversos

. todas as tags

.links

.Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
27
28
29

30
31


.arquivos

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.links

.Search

Loading

.O Sapo Cantor

Dedicado a todos os caganitos
Liga o som, clica aqui e segue as instruções

.Horas


.Música (Radio via Internet)


Música Clássica
I - www.infiniteclassical.com
II - sky.fm 24 aac+
III - inspiration-fm 24 aac+
IV - radio laser classical
V - mpegradio.com

Música de relax
I - ambient musiv4free.org
II - radio mystical

Música do mundo
sky.fm 24 aac+

Música Ambiente
homihomi.com

Rock anos 60/70/80
www.netclassix.com

Instruções
1. Verfique se tem a sua aparelhagem de som ligada.
2. Clique na música do seu agrado e aguarde uns segundos 3. Caso a música não arranque, clique em Instalar Winamp e siga as instruções. Nota: Esta instalação necessita de ser feita uma única vez

.Música (Leitor Audio)


Se gosta da música, compre os discos

.Páginas visitadas


blogs SAPO

.subscrever feeds