Quarta-feira, 29 de Março de 2006

Crónicas do Luxemburgo I

Não tenho muito tempo para cronicar mas, como fechei, neste momento, um dia longo e difícil e não quero ir para a cama com a cabeça quente, vou contar a história da minha viagem ao mundo dos desgraçados, há quinze dias.

 

Fui a Bruxelas levantar duas peças que o Dr. Correia de Lima tinha comprado pela internet.

 

Estava um frio horroroso e eu trajava com a elegância que me caracteriza: uma espécie de samarra que a Maria Lucília comprou em saldo, concebida, na origem, para um homem com a minha gordura mas vinte centímetros a mais, uma botas de neve e um gorro enfiado até às orelhas (só dias depois, a família me informou que não era para "enterrar" na cabeça mas para "colocar").

 

Quando levantei as peças, a encarregada da leiloeira (são uns forretas!) perguntou-me se tinha um saco. Respondi que não. Ofereceu-me uma caixa de cartão, desconjuntada e sem tampa.

Saí, com a caixa na mão.

 

Pensei que podia almoçar antes de seguir para Antuérpia. Faltavam uns minutos para o meio-dia. Dirigi-me a um restaurante. Um empregado apareceu à porta e perguntou-me com ar sisudo e inquisitório:

 

"O que deseja?".

 

Respondi que queria almoçar.

 

Retorquiu que era cedo para almoços e que fosse dar uma volta.

 

Tomei a resposta à letra e não desconfiei.

 

Meti-me no carro. Chegado a Antuérpia, o frio era tanto que me apeteceu um café.

Nessa altura, levava na mão um saco de plástico.

 

Entrei, pedi um café e a empregada, de forma evasiva mas, ainda assim, gentil, fez-me sinal que deveria sair, dizendo:

 

"Por favor, neste local não!"

 

Quando saí, deparei, a poucos metros, com dois clochards (1), arriados com samarras e com gorros parecidos com os meus. Devo precisar, em abono da verdade, que com melhor aspecto... 

 

Clochard 1898

 

 

Só então me apercebi de que, quer em Bruxelas, quer em Antuérpia, tinha passado por mendigo.

 

Imaginei, durante a viagem para o Luxemburgo,  que, com um pouco de obstinação e de sorte, tinha regressado a casa com uns cêntimos na caixa de cartão ou no saco...

 

É assim que se sobe na vida. Nunca mais aprendo...

 

 
(1) Sem-abrigo, vagabundo (Guri Guri)
busca por temas:
publicado por Guri Guri às 01:27
link do post | comentar | favorito
|
18 comentários:
De Miguel a 29 de Março de 2006 às 09:52
Tio Zé,

Depois de ler esta cronica fica-se com optima disposição para enfrentar mais um dia de trabalho.
Quando um livro de cronicas?

Miguel

congelado

De Tio Fernando a 29 de Março de 2006 às 17:02
Caro Zé,

Apesar do meu ar sisudo, não imaginas o quanto me diverti (e ri) ao ler a tua crónica. É digna duma maior publicação.
Escreve mais que a rapaziada gosta ...
Cumprimentos para os teus "colegas" clochards...
Um grande abraço
Fernando

congelado

De Vagabundo desencontrado a 29 de Março de 2006 às 22:29
Foi bom reencontrar-te.

Começa a fazer-se tarde.
E tanto para dizer!

congelado

De Paula a 29 de Março de 2006 às 23:52
Olá Tio Zé,

A crónica é fabulosa! O conteúdo é divertidíssimo, mas quero dar-lhe os parabéns pela forma como escreve: é um excelente contador de histórias!
Que esta seja a primeira de muitas crónicas...
Bjs e obrigada!

Paula


congelado | discussão

De Paula a 29 de Março de 2006 às 23:58
Guri Guri,

Sempre a somar pontos, sempre atento e irrepreensível na escolha das músicas...! Até me sinto a valsar com um "clochard" (escolhido a dedo, claro...:)) ali, prés du Quartier Latin...
Bjs

Paula


De Nuno a 30 de Março de 2006 às 12:55
Tio Mário: sempre em movimento, este blog. Tens que arranjar forma de podermos participar através de password.

Sei que o clochard tem outras histórias. Tens que ver se lhe pedes para publicar.

Nuno


congelado | discussão

De Tio Mário a 30 de Março de 2006 às 19:25
E quem te diz que já não tive essa ideia?!...


De Gui a 30 de Março de 2006 às 20:56
Olá Tio Zé!
Maravilhosa crónica, irresistível para um grande sorriso e boa disposição!

Tantos anos a procurar ajudar o nosso próximo e afinal tinhamos um clochard mesmo aqui ao lado. Temos falhado o alvo das nossas campanhas de solidariedade!!!!

Um grande beijinho para um "longe" que graças ao blog se fez tão perto!
Gui

congelado

De marta a 30 de Março de 2006 às 21:27
Zézinho querido,

Um único comentário se me oferece: és o maior!...Por favor, por favor, continua.
Beijos grandes,

Marta

congelado

De marta a 30 de Março de 2006 às 21:27
Zézinho querido,

Um único comentário se me oferece: és o maior!...Por favor, por favor, continua.
Beijos grandes,

Marta

congelado

De Gui a 30 de Março de 2006 às 21:51
Aproveitando a maré de propostas para o blog, gostaria de propor que houvesse um único "local" para "comunicar". Para ser sincera tenho alguma dificuldade em seleccionar o melhor local para escreverquando não se tratam de comentários directamente relacionados com os "tags"... estou a dizer uma asneira muito grande?

congelado | discussão

De Guri Guri a 30 de Março de 2006 às 23:49
Vou tentar dar uma ajuda às tuas dúvidas pós-modernistas, através do email. "Haja o que houver" (hi!..hi!..hi!...) não vou faltar.


De eu a 9 de Abril de 2006 às 00:20
... como de costume só dizes asneiras...


De Tio Mário a 31 de Março de 2006 às 00:08
Obrigado Zé

Cá para nós que ninguém nos ouve, mais dia menos dia, o Blog estaria mais que falido.

A tua crónica, pelo entusiasmo que despertou, foi o sopro de vida que o veio salvar da morte anunciada.

congelado | discussão

De Paula a 2 de Abril de 2006 às 18:21
Pois é, tios e primos...

O blog ganha força e renasce sempre que alguém contribui. Obrigada a todos o que o têm feito e contamos com todos para que o blog dure, dure, dure,....

Bjs.

Paula


Comentar post

.pesquisar

 

.posts recentes

. porque ele é bom

. Por favor não use este bl...

. Protopoema

. O Baptizado da Maria

. Descubra se for capaz

. Mergulhando nas raízes

. Postal de Boas Festas

. A Travessia da Serra

. Chi vó, non pó

. Nasceu a Maria !!!

.busca por temas

. caixa de pandora

. canções

. cantinho dos caganitos

. cidade do porto

. conversas de primos

. crónicas de família

. crónicas do luxemburgo

. descubra se for capaz

. diversos

. esboços

. música

. poemas

. posts diversos

. todas as tags

.links

.Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
27
28
29

30
31


.arquivos

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.links

.Search

Loading

.O Sapo Cantor

Dedicado a todos os caganitos
Liga o som, clica aqui e segue as instruções

.Horas


.Música (Radio via Internet)


Música Clássica
I - www.infiniteclassical.com
II - sky.fm 24 aac+
III - inspiration-fm 24 aac+
IV - radio laser classical
V - mpegradio.com

Música de relax
I - ambient musiv4free.org
II - radio mystical

Música do mundo
sky.fm 24 aac+

Música Ambiente
homihomi.com

Rock anos 60/70/80
www.netclassix.com

Instruções
1. Verfique se tem a sua aparelhagem de som ligada.
2. Clique na música do seu agrado e aguarde uns segundos 3. Caso a música não arranque, clique em Instalar Winamp e siga as instruções. Nota: Esta instalação necessita de ser feita uma única vez

.Música (Leitor Audio)


Se gosta da música, compre os discos

.Páginas visitadas


blogs SAPO

.subscrever feeds